top of page

120 novas vagas para a terceira idade e deficiência

Autarquia apoia instituições de solidariedade social com 1,2 milhões de euros para obras


1,2 milhões de euros é o valor que a Câmara Municipal de Matosinhos atribuiu para a criação de 120 novas vagas em equipamentos sociais das áreas da terceira idade e deficiência. A decisão foi tomada por unanimidade ontem pelo Executivo Municipal, na reunião de câmara pública, a última do ano e que decorreu na Senhora da Hora. O apoio da autarquia surge na sequência das candidaturas ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Em terreno cedido pela Autarquia, em frente à EB de Matosinhos, a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Bom Jesus de Matosinhos submeteu em fevereiro deste ano uma candidatura ao PRR para a construção de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) com capacidade para acolher 60 pessoas. O financiamento de 2.188.000,00€ (sem IVA) foi aprovado em julho. Como o apoio do PRR suporta apenas a parte da infraestrutura, a Câmara Municipal de Matosinhos decidiu atribuir um apoio até 664 mil euros à Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Bom Jesus de Matosinhos para a construção da ERPI. A AAJUDE- Associação de Apoio à Juventude Deficiente candidatou, em fevereiro, a construção de um Lar Residencial para 30 pessoas e a criação de 30 novas vagas no Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI). Em março de 2020, recorde-se, a autarquia cedeu à AAJUDE em regime de comodato a Escola EB1/JI da Portela pelo período de 25 anos para a criação de Lar Residencial e CACI. O financiamento foi aprovado em agosto e envolve 1.550.000,00€ (sem IVA). O Executivo aprovou um apoio de 507 mil euros para as empreitadas do Lar Residencial e do CACI. Também na reunião de câmara, foi aprovada, por maioria, a proposta de atualização do tarifário da INDAQUA para 2023, na sequência da revisão dos índices de preços previstos no contrato de concessão e de acordo com o parecer da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos. Após esta atualização do índice de 1,07, que vigorará em 2023, as faturas de água e saneamento dos consumidores de Matosinhos e do Porto continuarão a ser as mais baixas da Área Metropolitana do Porto para o mesmo consumo.

Comments


bottom of page