18.ª edição do Salvé a língua de Camões

Leitura encenada de “O Aniversário”, de Fernando Morais

A Sala dos Espelhos do MuMMa - Museu da Memória de Matosinhos acolheu mais uma leitura encenada do Salvé a Língua de Camões. O texto apresentado foi “O Aniversário”, da autoria de Fernando Morais.

O projeto da Companhia de Teatro Reator e da Câmara Municipal de Matosinhos, um dos mais persistentes eventos de promoção e divulgação das dramaturgias dos países de língua portuguesa decorre ininterruptamente há 18 anos e visa promover a divulgação de dramaturgias em língua portuguesa, apresentando leituras encenadas de textos de autores consagrados e emergentes, estimulando assim o intercâmbio nacional e internacional de atores, dramaturgos, criadores e estudiosos do teatro dos vários países de expressão portuguesa.

Na sua 18ª edição, a leitura encenada de “O Aniversário” contou com um público entusiasta, que destacou a capacidade do encenador conseguir transformar um texto denso e carregado de simbologia, numa leitura interessante, divertida e com momentos de reflexão.

O dramaturgo Fernando Morais esteve presente e conversou com o público no final da sessão.

O ciclo “Salvé a Língua de Camões”, recorde-se, resulta de uma parceria com a Companhia de Teatro Reactor e tem como objetivo a defesa e difusão da Língua Portuguesa, através de leituras dramatizadas de autores e poetas novos e consagrados da literatura portuguesa e lusófona.

A próxima sessão do Salvé a Língua de Camões decorrerá na escadaria da Galeria Municipal no dia 29 de julho, pelas 21h30, com a leitura encenada de "O Alguidar que chora ou a história das pedras que falam”, de Venâncio Calisto, de Moçambique.