9,5 milhões do PRR para projetos sociais

21 projetos de Matosinhos de combate à pobreza e à exclusão das comunidades desfavorecidas


5 dos primeiros 50 projetos aprovados pelo Plano de Ação para as Comunidades Desfavorecidas da Área Metropolitana do Porto (AMP) são de Matosinhos. 2,6 milhões de euros do PRR- Plano de Recuperação e Resiliência- serão investidos nos projetos: “+ Literacia” (formação de adultos com baixas qualificações ou sem escolaridade, que se encontram em situação de vulnerabilidade socioeconómica, isolamento social, desemprego ou reforma), “Ativa'mente” (capacitação e literacia da população no âmbito da saúde mental bem como na redução do estigma associado à doença mental), “Matosinhos a Cuidar” (apoio ao cuidador informal), “Mar de Todos” (promoção de inclusão de pessoas seniores e/ou com deficiência e incapacidades através do desporto e das acessibilidades), e Gestão, Monitorização e Avaliação de todas as operações implementadas no âmbito do Plano de Ação para as Comunidades Desfavorecidas de Matosinhos. Os projetos aprovados do 1º lote foram hoje apresentados, no Porto, numa sessão que contou com a presença do Primeiro-ministro, António Costa. O Município de Matosinhos esteve representado pela presidente do Executivo, Luísa Salgueiro, e pelo vice-presidente, Carlos Mouta. Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da AMP, explicou que cerca de 50% do financiamento- 121,5 milhões de euros, será aplicado em projetos imateriais nas áreas da inclusão social, integração de comunidades desfavorecidas, educação, saúde, cidadania, ambiente, emprego, entre outras. O prazo de execução do plano termina a 31 de dezembro de 2025. De acordo com a primeira secretária da Comissão Executiva da AMP, Ariana Pinho, até 31 de outubro, foram submetidas 117 candidaturas, num valor superior a 54 milhões de euros. Dessas, 50 foram aprovadas e contam com um financiamento de mais de 21 milhões de euros. Até ao final deste ano, o Município de Matosinhos irá submeter mais 16 candidaturas. São elas: Desporto na Cidade; Serviço de Apoio à Família; Projeto SOMA - Saúde Oral em Matosinhos; Animar a cidade; IPAFASIA; Viver Mais na Comunidade; Capacitação e Inclusão; Carta Municipal do Clima; Comunidades sustentáveis e circulares; Recircular Lab – Laboratório para a Prevenção e Reutilização de Resíduos; Matosinhos Inclusivo; Cidadão Jovem; Gestor/a de Entrada; Campanha IGUALIGUAL; Guia de Boas Práticas – Matosinhos; Academia de Capacitação. O investimento nos 16 projetos de Matosinhos é de 9,5 milhões de euros. O Primeiro-ministro salientou, a propósito do PRR, a responsabilidade de “utilizar cada cêntimo com toda a transparência, toda a responsabilidade e com a máxima eficiência de que cada cêntimo aplicado se transforma mesmo naquilo que são os objetivos fixados, neste caso, vencer a exclusão, combater a pobreza, e termos comunidades com maior coesão social”. “Este é um grande desafio da sociedade e é um desafio para o qual ninguém nos perdoará se nós não conseguirmos cumprir”, disse António Costa.