top of page

A arte de António Carneiro traz o Inferno de Dante a Matosinhos

Uma interpretação inédita da viagem de Dante por meio das obras de António Carneiro é a proposta cultural do Lionesa Business Hub (LBH), em parceria com o Museu Nacional Soares dos Reis, para toda a comunidade.



A exposição Inferno-Viagem de Dante pela mão de António Carneiro chegou ao Lionesa Business Hub e fica no corredor central deste centro empresarial até 30 de março de 2024, apresentando uma nova interpretação que traz a visão de uma poderosa viagem num grande barco, com velas que simbolizam o Inferno e o Paraíso. “Inferno: a Viagem de Dante pela mão de António Carneiro” resulta de uma parceria entre o Lionesa Business Hub, o Lionesa Group, o Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR) e a ASCIPDA – Associazione Socio-Culturale Italiana del Portogallo Dante Alighieri. Esta exposição, mais do que uma mostra cultural, insere-se na estratégia do LBH de proporcionar à sua comunidade contacto com manifestações culturais, de modo a estimular a criatividade, como forma de desenvolvimento e expressão de talento das pessoas.

 “A nossa aposta nestas ações não é de hoje. Há muito que se provou que a cultura é um catalisador da criatividade, reduz o stress, é inspirador e motivador”, adianta António Pedro Pinto, diretor de marketing do LBH. Esta estratégia empresarial é reforçada com resultados  de estudos internacionais que se encontram publicados sobre o impacto que  a arte e a cultura reflete na  produtividade do talento.

O estudo da University College of London, numa amostra de 2500 indivíduos, levado a cabo por um grupo de neurobiologistas, observaram a produção cerebral dos participantes, na qual se constatou um aumento de produção de dopaminas (neurotransmissores ligados à sensação de prazer e motivação quando se encontra em níveis estáveis) quando os participantes foram estimulados pelo envolvimento em atividades artísticas e culturais; ou o estudo de Harvard, que analisou e classificou os cinco principais fatores que contribuem para a felicidade e posicionou a Arte e Cultura como o segundo fator que mais cria felicidade no ser humano, encontrando-se apenas atrás de saúde, mas à frente de emprego, educação e salário.  “Ora, numa comunidade de mais de 120 empresas e mais de 7000 colaboradores, é fundamental estarmos atentos aos sinais e sermos uma mais-valia para quem acolhemos”, afirma António Pedro Pinto.

 A exposição artística que será inaugurada este mês no Lionesa Business Hub é um reforço do seu compromisso com a democratização do acesso à arte e cultura para a sua comunidade, de modo a promover o estímulo à criatividade e inovação no seu campus. A exposição baseia-se nos 42 desenhos do pintor António Carneiro numa jornada que começa com a entrada no Inferno e culmina com a saída para o Paraíso, simbolizada por majestosas velas de entrada e saída, destacando a nossa jornada em direção ao destino final.

A instalação será composta por 9 círculos, cada um representando diferentes histórias e conceitos num ciclo eterno de experiências e renascimento. Uma metáfora da vida humana, com um começo, complexidade e um ponto de chegada que também é um novo começo. O objetivo é estimular na comunidade do LBH um momento único de reflexão e decisão.

 Esta parceria entre o Museu Nacional Soares dos Reis e o Lionesa Business Hub é fruto de um protocolo de mecenato que o Lionesa Group assinou com o museu e que reverteu para a requalificação de salas do Palácio dos Carrancas. Esta iniciativa reforça a orientação para democracia cultural, despertando para os temas da felicidade corporativa através da arte e da cultura.

A exposição tem acesso gratuito e estará patente até final do primeiro trimestre de 2024.

留言


bottom of page