Armazém em Matosinhos ruiu há seis meses

Destroços do edifício do Estado continuam a ocupar a via pública



Situado na Rua Roberto Ivens, em Matosinhos, o espaço esteve durante anos ocupado pela empresa Ponto Final Vinhos, que se dedicava ao engarrafamento e comercialização de vinhos. A totalidade do telhado, bem como uma parte considerável da fachada, caiu há mais de seis meses. Os destroços resultantes ainda não foram retirados do local, amontoando-se na via pública.

Em declarações avançadas pelo JN, fonte do município avançou que o serviço de Proteção Civil "notificou o proprietário - Direção Geral do Património (Direção Geral do Tesouro e Finanças) - uma vez que o edifício, dado o seu avançado estado de degradação, pode pôr em risco a segurança de transeuntes".

O risco de derrocada do que resta do imóvel é real, aliado ao constrangimento provocado a quem circula, a pé, naquele troço. As pessoas são forçadas a mudar para o passeio oposto, o que tem levado a muitas queixas dos habitantes locais.

As condições meteorológicas que se têm feito sentir nos últimos dias aumentam o perigo de uma situação que já há muito se arrasta. A Câmara de Matosinhos, até ao momento, limitou-se a circundar o edifício com grades de proteção.