top of page

Comer mais sardinhas e menos carne vermelha pode salvar mais de 500 mil vidas até 2050

Estudo no Japão defende que comer mais sardinhas e menos carne vermelha pode salvar mais de 500 mil vidas até 2050.



Peixes forrageiros, como arenque, sardinha e anchova, “são uma alternativa promissora à carne vermelha” e o aumento do seu consumo pode resultar em benefícios importantes para a saúde, evitando entre 500 mil e 750 mil mortes em 2050.

O estudo divulgado esta terça-feira é uma análise de dados liderada pelo Instituto Nacional de Estudos Ambientais de Tsukuba (Japão), que acrescenta que a prevalência de incapacidades causadas por doenças relacionadas com a alimentação pode ser significativamente reduzida.

Comentarios


bottom of page