Congresso “As Cidades e a Logística”

Reflexões sobre os desafios do setor da logística em Portugal


O Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões recebeu no dia 21 de setembro, mais uma iniciativa inserida no “Mês das Empresas” organizada pela APLOG - Associação Portuguesa de Logística, com o apoio da Câmara Municipal de Matosinhos. Este é o 3º evento realizado no país sobre este tema “As Cidades e a Logística” depois de, em 2019, a iniciativa ter acontecido em Lisboa e, em 2021, em Braga. Cada vez mais, o desafio da logística nas cidades é o de desenvolver a capacidade de servir mais e melhor a sociedade e, em simultâneo, assegurar uma maior sustentabilidade das operações de abastecimento efetuadas nos centros urbanos. A APLOG convidou, assim, os participantes a refletir em torno dos grandes desafios deste setor que requerem debate e planos de intervenção alinhados entre os vários agentes económicos, desde o Governo, às Autarquias, passando pelas Empresas e por todos os que operam no setor. O vice-presidente da Câmara de Matosinhos, Carlos Mouta, juntou-se à reflexão sobre este tema, abrindo oficialmente o certame, com Raul Magalhães, presidente da Direção da APLOG e apresentando, já pela tarde, o painel “Desafios para as cidades sustentáveis”. Marcaram ainda presença várias empresas e entidades como a FEUP, a SONAE MC, o Leroy Merlin, a Delta, a Lactogal, a Galp, a Prio, o CEiiA, entre muitas outras. Da parte do executivo municipal, juntou-se ao evento a vereadora do Desenvolvimento Económico, Comércio e Turismo, Marta Pontes. O setor da logística tem vindo a ser desafiado não só pelas necessidade e exigências dos clientes finais, mas também pelos constrangimentos de abastecimentos às cidades e pela crescente preocupação geral sobre sustentabilidade ambiental. Como agravante do atual contexto, enfrenta ainda os dramas da guerra e inflação que afetam particularmente este setor. Vivemos numa dicotomia entre clientes que exigem as suas compras “aqui e agora” e ao mesmo tempo reclamam também por “cidades mais verdes, com menos trânsito, poluição e ruído”. Refletir sobre os desafios na criação de cidades mais sustentáveis, incorporando a logística urbana no planeamento global da cidade, sensibilizar para as dificuldades no acesso aos grandes centros, abordando aspetos quer de infraestruturas quer dos meios de transporte, identificar as tendências em termos de mobilidade, equipamentos e tecnologia por forma a facilitar o planeamento e a visibilidade de toda a cadeia de abastecimento foram alguns dos temas em debate durante o dia de ontem. As soluções para o futuro passarão certamente por modelos logísticos colaborativos, informação partilhada e otimizada, novos polos de abastecimento às cidades, entregas noturnas, outro tipo de viaturas, entre outros. Mais informações e programação completa do “Mês das Empresas” em Matosinhos em https://www.cm-matosinhos.pt/servicos-municipais/apoio-as-atividades-economicas-e-investidor/mes-das-empresas-be-matosinhos