DGS alerta para cuidados a ter com o fumo dos incêndios



Além da onda de calor intensa que Portugal vive atualmente, com os termómetros a ultrapassarem os 40 graus na maioria dos distritos, o país encontra-se em alerta máximo devido à ocorrência de incêndios.

Tendo em conta os vários fogos ativos, que, em determinadas zonas, chegam mesmo a ameaçar casas e a população, a Direção-Geral de Saúde (DGS) emitiu um comunicado com um conjunto de recomendações que visa alertar os cidadãos para a importância de se protegerem da exposição ao fumo dos incêndios.

Indicando que o “fumo proveniente dos incêndios possui elevados níveis de partículas e toxinas que podem ter efeitos nocivos a nível respiratório, cardiovascular e oftalmológico”, a DGS pede à população para “permanecer no interior das habitações e manter as portas e janelas bem fechadas, em ambiente fresco”.

Adicionalmente, sempre que possível os cidadãos devem “ligar o ar condicionado” e “utilizar máscaras/respiradores (N95), sempre que a exposição for inevitável”.

Devem também ser evitadas “atividades ao ar livre”, sobretudo nas horas de maior calor.