Este verão foi o mais quente alguma vez registado na Europa


O serviço sobre as mudanças climáticas do Programa de Observação da Terra da União Europeia (UE) Copernicus revelou esta quinta-feira que o verão de 2022 foi o mais quente já registado na Europa, com as temperaturas dos meses de junho, julho e agosto a baterem o recorde do último ano.

De acordo com a informação avançada, temperaturas estiveram “cerca de 1,34°C acima da média de 1991-2020 para a estação [verão]”.

No mês de agosto, em concreto, as temperaturas foram “de longe as mais altas” alguma vez registadas “com 1,72°C acima da média de 1991-2020”.

“Uma série intensa de ondas de calor em toda a Europa, juntamente com condições de seca incomuns, levou a um verão de extremos, com temperaturas recordes, secas e incêndios”, afirmou Freja Vamborg, responsável científica do instituto europeu.