top of page

Estudo EIT Health conclui que Portugal possui o ecossistema de inovação em saúde mais maduro

EIT Health lança um novo estudo InnoStars Assessment of Healthcare Innovation Ecosystem Maturity para avaliar os ecossistemas de inovação em saúde de países da Europa Central, Oriental e Meridional


O EIT Health, parte do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT), órgão da União Europeia, acaba de publicar a primeira edição do InnoStars Assessment of Healthcare Innovation Ecosystem Maturity (“InnoStars Innovation Index”), o primeiro estudo de análise do tipo do desenvolvimento de ecossistemas de inovação em saúde selecionados na Europa Central, Oriental e Meridional. O InnoStars Innovation Index permitirá que as partes interessadas de um ecossistema de inovação na região partilhem as melhores práticas e aprendam umas com as outras, enquanto elevam os perfis dos seus países na Europa e em outros mercados.

De acordo com o estudo, Portugal possui o ecossistema de inovação mais maduro da região, desfrutando de condições favoráveis para alavancar start-ups de inúmeras incubadoras e universidades de sucesso. O país também possui o único unicórnio de saúde da região, a Sword Health.

Desenvolvido pelo EIT Health, a principal rede de inovação em saúde da Europa, o InnoStars Innovation Index visa avaliar a maturidade dos ecossistemas de inovação nacionais em dez países da Europa Central, Oriental e Meridional. Israel, um local de divulgação da Comunidade EIT, é visto como país de referência devido ao seu sucesso como líder global em inovação em saúde.

A seguir a Israel está Portugal, o único país classificado como conector (4). O país possui um ecossistema de cuidados de saúde vibrante e em rápida evolução, usufruindo de condições favoráveis para alavancar start-ups de incubadoras de sucesso como a Start-up Portugal ou o Health Cluster Portugal, bem como de universidades com uma dinâmica extraordinária na criação de spin-offs. Por exemplo, o Instituto Pedro Nunes e a Universidade de Coimbra (associados e parceiros principais do EIT Health) estabeleceram uma das 10 maiores incubadoras do mundo, a IPN Incubator, revolucionando o panorama nacional das start-ups.

O único Unicórnio que cresce a partir do EIT Health Ecosystem nos países observados é a Sword Health, fundada em Portugal. Avaliada em € 1,8 mil milhões de euros. Superior à avaliação total de start-ups em todos os outros países, a Sword Health teve que ser excluída do Índice, pois ocultaria as tendências estatísticas e dificultaria as comparações.

Portugal: valorização elevada, taxa de entrada no mercado apenas média

Quarenta e uma empresas que participaram dos programas de aceleração do EIT Health em Portugal foram consideradas entre as melhores em emprego e avaliação, com impressionantes € 91 milhões, muito acima de outros países observados; no entanto, a proporção de startups iniciantes no mercado foi apenas média, em 39%. Em termos de Soft Indicators, os inquiridos deram excelentes classificações ao apoio do governo para start-ups, bem como ao canal de talentos. No entanto, a disponibilidade de financiamento recebeu uma classificação medíocre.

Comments


bottom of page