“Eu e a Minha Reforma”: projeto que ensina a gerir as finanças pessoais tem novas edições

Em setembro, o projeto de “Eu e a Minha Reforma” tem inscrições abertas para novas sessões gratuitas e dedicadas aos maiores de 55 anos que queiram fazer uma melhor gestão do seu dinheiro e compreender temas como seguros, impostos ou combate à fraude. Em Matosinhos, este programa de capacitação financeira e digital é desenvolvido pela Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, em parceria com a Câmara Municipal.



Quando a subida da inflação marca a atualidade, o controlo eficaz de rendimentos e gastos, com o objetivo de garantir poupanças, torna-se ainda mais relevante para as famílias. Para apoiar os mais velhos com estratégias de gestão das finanças pessoais e para transmitir-lhes competências na área da literacia financeira, a Fundação Dr. António Cupertino de Miranda lançou novas edições do projeto “Eu e a Minha Reforma”.

O programa é gratuito para todas as pessoas com mais de 55 anos que residam em Matosinhos. Cada participante inscrito tem acesso a um conjunto de Laboratórios de Literacia Financeira – sessões online ou presenciais que contam com entidades como o Banco de Portugal, a Associação Portuguesa de Seguradores ou a própria Fundação para abordar temas como a preparação de um orçamento familiar, os meios de pagamento digitais, os seguros ou os direitos e deveres do consumidor.

Os Laboratórios têm sessões de 1h30 a 2h00, realizadas com diferentes periodicidades, ao longo da semana. A começar este mês, Matosinhos vai contar com duas novas edições, com inscrições disponíveis no site www.eueaminhareforma.pt ou através do telefone 226 101 189 e do e-mail eueaminhareforma@facm.pt:


19 setembro a 26 outubro: 2.ª e 4.ª feira, 10h – 11h30; 11 sessões online; Inscrições


23 setembro a 02 dezembro: 6.ª feira, 10h – 11h30; 11 sessões online;

Inscrições


“Face ao desafiante contexto económico que atravessamos, a gestão do orçamento é, mais do que nunca, necessária para orientar as decisões do quotidiano. Por isso, este programa foi desenhado para transmitir ferramentas que permitam criar uma relação saudável com o dinheiro”, explica Maria Amélia Cupertino de Miranda, Presidente da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda. “Para além disso, o «Eu a Minha Reforma» contribui para o envelhecimento ativo, não só pela partilha que gera entre os participantes, mas também porque os ajuda a preparar a velhice com maior bem-estar financeiro. Estamos a viver uma revolução na longevidade e será, cada vez mais, indispensável acautelar estas competências junto dos mais velhos”, acrescenta.


Desde 2020, mais de 1400 participantes já integraram o “Eu e a Minha Reforma”, não só em Matosinhos, mas também nos municípios da Maia, Porto, Santo Tirso, Valongo e Vila Nova de Gaia. O projeto é cofinanciado pelo Programa Inovação Social, através do Fundo Social Europeu.



Sobre a Fundação Dr. António Cupertino de Miranda:

A Fundação Dr. António Cupertino de Miranda é uma instituição privada, sem fins lucrativos, que tem por missão a realização de atividades educativas e culturais que promovam a sociedade do conhecimento e contribuam para a inclusão social, proporcionando simultaneamente oportunidades de ocupação de tempos livres.

Destaca-se pelo desenvolvimento de projetos dedicados à promoção da literacia financeira junto de diferentes públicos: “Eu e a Minha Reforma”, focado na população com mais de 55 anos, “No Poupar Está o Ganho”, desenvolvido para crianças e jovens do Pré-escolar ao Ensino Secundário, “Por Tua Conta”, dedicado ao Ensino Profissional, e “Educação Financeira: Uma Necessidade Especial”, desenhado para pessoas com défice cognitivo.

O projeto de literacia financeira “Eu e a Minha Reforma”, dedicado a pessoas com mais de 55 anos é apoiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (PO ISE) e pelo Portugal Inovação Social.


Saiba mais em www.eueaminhareforma.pt.