top of page

Exposição: "A greve dos 71 dias"

Exposição presta homenagem aos pescadores durante o fascismo


Entre 10 de abril e 20 de junho de 1959, os pescadores de Matosinhos levaram a cabo uma greve pelos seus direitos durante o período do fascismo em Portugal, da qual saíram vitoriosos. Este momento histórico está documentado na exposição “A luta dos pescadores de Matosinhos durante o fascismo”, patente na Galeria da Biblioteca da Biblioteca Municipal Florbela Espanca até ao próximo dia 14 de maio. Organizada pela Direção da Organização Regional do Porto do Partido Comunista Português e pela Câmara Municipal de Matosinhos, a exposição dá a conhecer e homenagear gerações de pescadores que, em Matosinhos, lutaram pelos seus direitos e por melhores condições de vida, enquanto enfrentavam a repressão da ditadura fascista que assombrou o país durante quase meio século. A cerimónia de inauguração contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Luísa Salgueiro, do vice-presidente da autarquia, Carlos Mouta, do vereador da Cultura da autarquia, Fernando Rocha, e do vereador do PCP/PEV, José Pedro Rodrigues. Além da greve dos 71 dias, a exposição evidencia também outras jornadas de luta levadas a cabo pela classe piscatória até à revolução de 25 de Abril de 1974. A exposição pode ser vista até 14 de maio, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00, e aos sábados, das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30. Ao domingo, a Galeria da Biblioteca da Biblioteca Municipal Florbela Espanca está encerrada. A entrada é livre.

Kommentare


bottom of page