top of page

Médico em Santa Cruz do Bispo não acalma críticas

Unidade Local de Saúde de Matosinhos garante que há consultas abertas. Utentes descontentes


Crédito: Pedro Granadeiro / Global Imagens

A Unidade Local de Saúde (ULS) de Matosinhos garante ter implementado "um sistema de consulta aberta" no centro de saúde de Santa Cruz do Bispo através da deslocação de um outro médico, perante a ausência dos dois clínicos que ali prestam serviço (um por doença e outro por gozo de férias). A população permanece descontente com o funcionamento daquela unidade.

Entretanto, foram retirados os avisos afixados na porta de entrada que davam conta da ausência dos dois médicos de família daquela Unidade de Cuidados de Saúde. A ULS assegura que, logo na tarde de quarta-feira, o primeiro dia em que se verificou a ausência dos dois médicos em simultâneo, "uma médica da Unidade de Saúde Familiar Porta do Sol" deslocou-se para o centro de saúde de Santa Cruz do Bispo para colmatar a falha. Foram implementados serviços mínimos e a ULS garante terem sido agendadas consultas. No entanto, população mantém críticas ao funcionamento do centro de saúde.

Foi na edição de dia 1 de março, que o JN noticiou as queixas dos utentes, perante o facto do centro de saúde ter aberto portas sem médicos disponíveis. Questionada pelo JN, a ULS afirmou: "Nos próximos dias, as consultas serão realizadas tipo consulta aberta, de manhã das 9 horas às 12.20 horas, e de tarde das 14 horas às 15.40 horas. Também será garantido o atendimento para prescrição de medicação crónica". Aquela entidade acrescentou que a construção da nova Unidade de Saúde Familiar Progresso responderá aos utentes de Santa Cruz do Bispo. A obra arrancou em fevereiro.

A ULS de Matosinhos lembra que gere "um hospital, 12 unidades de saúde familiar, e duas unidades de cuidados de saúde personalizados".

Comments


bottom of page