top of page

Matosinhos prevê ter plano de prevenção de cheias dentro de um ano

Matosinhos desenvolve estratégia de prevenção de cheias e inundações


Dentro de um ano, o Município de Matosinhos terá um novo instrumento que lhe permitirá gerir, de uma forma mais correta e sustentável, as águas pluviais do concelho. O primeiro passo é a caraterização do território. Trata-se de um trabalho, rigoroso e exaustivo, que a Indaqua Matosinhos encomendou ao Instituto de Hidráulica e Recursos Hídricos da Universidade do Porto. O processo arrancou no início do mês de fevereiro e envolve o levantamento cadastral da rede de drenagem de águas pluviais e a identificação de zonas críticas do concelho, arruamento a arruamento. Por se tratar de uma infraestrutura enterrada, a rede de drenagem de águas pluviais é apenas acessível por intermédio do levantamento das caixas de águas pluviais. Entre outros aspetos, será medida a profundidade a que a tubagem se encontra instalada, e o seu diâmetro e material, e avaliado o seu estado de conservação. O levantamento permitirá ainda identificar se o efluente que circula no interior da tubagem é de água limpa (águas freáticas ou de chuva) ou se tem focos pontuais de saneamento que importa eliminar. O mesmo processo será aplicado às sarjetas que drenam a água da chuva à superfície. Depois de concluída a caracterização do território, segue-se a elaboração do Plano Diretor de Drenagem de Águas Pluviais, um instrumento que servirá para orientar a implementação de estratégias integradas de gestão, que se baseiem num perfeito conhecimento do território municipal e dos sistemas de drenagem existentes.

bottom of page