Mercados já ajudaram este ano quase 600 pessoas

Projeto solidário e de combate ao desperdício nos mercados de Matosinhos e de Angeiras


Assumindo o desafio de que todos podemos dar um contributo para reduzir o desperdício alimentar e promover uma alimentação mais sustentável, seja no seio familiar, nos restaurantes, cantinas, hotéis, mercados ou na área social, o município de Matosinhos pretende ser uma referência no combate ao desperdício alimentar. Um dos projetos implementados é o “Mercado Solidário”, um projeto, que envolve os mercados municipais de Matosinhos e de Angeiras, e que tem uma dupla vertente. Além de evitar o desperdício de alimentos frescos, apoia pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade económica. Produtos frescos e/ou remanescentes das vendas são doados e recolhidos por instituições de solidariedade social, parceiras da autarquia, que asseguram a sua distribuição por famílias carenciadas. De janeiro até julho deste ano, foram doados nos mercados municipais de Matosinhos e de Angeiras 576,58 Kg de bens alimentares que ajudaram 569 pessoas, quase tantas como durante todo o ano de 2021 (668 pessoas, com 787,2 Kg de bens alimentares). Cerca de 1/3 de todos os alimentos produzidos anualmente a nível mundial é desperdiçado e grande parte deles é proveniente dos restaurantes, cantinas e das nossas casas. É o que revela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). O desperdício alimentar representa, em Portugal, a perda de 1 milhão de toneladas de alimentos e é responsável, todos os anos, por cerca de 8% das emissões de gases com efeito de estufa. A adoção de uma estratégia consolidada no combate a este desperdício poderia alimentar cerca de 360 mil pessoas com carências alimentares em Portugal.