Norte e Galiza vão partilhar “112 Transfronteiriço”

A partir desta sexta-feira, 4 de novembro, o Norte de Portugal e a Galiza vão ficar ainda mais ligados, através da partilha do “112 Transfronteiriço”, que permitirá acionar “assistência médica rápida e adequada em situações de urgência e de emergência”



Em causa está um projeto-piloto que arrancará assim que seja assinado o protocolo, entre o Instituto Nacional de Emergência Médica de Portugal (INEM) e a entidade de saúde da Galiza. O momento está marcado para esta sexta-feira, durante a realização da XXXIII Cimeira Luso-Espanhola, que decorre em Viana do Castelo.

De acordo com informações avançadas pela ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, o “112 Transfronteiriço” vai garantir “assistência médica rápida e adequada em situações de urgência e de emergência, pelos meios que estão mais próximos, independentemente de serem portugueses e espanhóis”.

O serviço terá também disponível “assistência extra hospitalar”, o que significa que após receber o “tratamento de urgência”, o doente terá oportunidade de escolher o local “onde deseja continuar a fazer o tratamento”.

De referir que o teste vai entrar em funcionamento nos distritos de fronteira do Norte e Galiza, em concreto em Viana do Castelo e Vila Real e Orense e Pontevedra.