top of page

Nove traficantes saem em liberdade devido à greve de oficiais de justiça em Matosinhos

Os nove suspeitos de trafico de droga tinham sido detidos pela GNR esta quarta-feira, mas foram libertados já na quinta-feira, devido à greve dos funcionários judiciais no Tribunal de Matosinhos.



Detidos num dia, libertados no seguinte, os nove homens que foram detidos e passaram a noite nos calabouços da GNR, saíram em liberdade devido à greve que aconteceu no Tribunal de Matosinhos.

A greve dos funcionário judiciais impediu a realização do primeiro interrogatório judicial, que sem haver um funcionário judicial para o apoiar, o juiz de instrução viu-se obrigado a adiar a identificação e o interrogatório aos detidos. Terminado o prazo legal de 48 horas para os sujeitar a interrogatório, tiveram de ser libertados. Às 16 horas, os suspeitos saíram pela porta do Tribunal de Matosinhos em liberdade.

As autoridades agora receiam que testemunhas fundamentais do processo sejam ameaçadas e recuem na colaboração com o caso, dificultando assim o trabalho da GNR.

Os homens, com idades entre os 20 e 70 anos, estavam acusados de vários crimes, tendo a GNR realizado diversas apreensões de haxixe, cocaína, MDMA, armas de fogo e cinco mil euros em notas.

Комментарии


bottom of page