O impacto da pandemia na saúde mental dos jovens

No Dia Mundial da Saúde Mental, assinalado a 10 de outubro, a Comissão Europeia divulgou um relatório comprovando que mais de 40% dos jovens europeus tiveram dificuldades para lidar com o confinamento durante a pandemia de COVID-19



A investigação, realizada pela Youth Wiki, analisa como os países da europa enfrentaram os desafios colocados pela realidade pandémica ao bem-estar emocional da juventude. Segundo comunicado à imprensa, o estudo faz parte dos esforços do órgão europeu para melhorar a saúde mental e reduzir o estigma acerca do tema.

Uma das medidas mais comuns tomadas pelos líderes europeus, divulga o relatório, foi o reforço do apoio psicológico nas escolas, tanto pelo aumento do número de psicólogos e conselheiros disponíveis para os estudantes, como pela formação de pessoal escolar para reconhecer e lidar com sinais de distúrbios mentais.

A Comissão Europeia considera que a pandemia da COVID-19 teve um impacto sem precedentes no emocional dos jovens e revela ainda que aqueles que já possuíam problemas emocionais e mentais tiveram a sua situação agravada, devido ao “sentido de isolamento e restrições à mobilidade provocadas por estas medidas”.

“Após uma pandemia e com uma guerra em solo europeu, este relatório sobre a saúde mental dos jovens chega no momento certo. Estes esforços têm de continuar para permitir que os jovens prosperem, agora e nos próximos anos”, afirma, em nota, a Comissária para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, Mariya Gabriel.

No caso de Portugal, o comunicado destaca uma recente investigação realizada em mais de 150 escolas de norte a sul do País pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, que concluiu que 42% da juventude têm sintomas de depressão. Nesse sentido, são salientadas iniciativas promovidas pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), como os “dias abertos” do programa Cuida-te + e o projeto Connect Yourself, que pretende capacitar os jovens para a sua autonomia – atividades inseridas no âmbito do atual Ano Europeu da Juventude, designado em reconhecimento dos sacrifícios que os jovens fizeram durante a pandemia da COVID-19.

O estudo “The impact of the Covid-19 pandemic on the mental health of young people” está disponível na íntegra, aqui.