top of page

O que não pode perder este fim de semana em Matosinhos

Consulte aqui toda a programação para o fim de semana, em Matosinhos



Senhor de Matosinhos – Festas Populares

A inauguração das tradicionais iluminações decorativas nas principais artérias que acolhem as Festas da Cidade assinalaram o início de uma das maiores romarias do país.

Ao longo das próximas semanas, o centro de Matosinhos transforma-se para receber a visita de cerca de um milhão de pessoas.

Das farturas, ao fogo dos bonecos, dos carrosséis à Feira da Louça, do fogo de artifício às exposições, concertos, folclore, sardinhas assadas, Feira de Artesanato, ruas decoradas a preceito, nada faltará este ano para o regresso sempre tão esperado do Senhor de Matosinhos.

Poderá também visitar a XVIII edição da FAMA – Feira de Artesanato de Matosinhos, assim como a exposição “Memórias da Cascata de João Cafoca” no Mumma - Museu da Memória de Matosinhos, uma representação popular dos locais, monumentos e figuras típicas da Leça da Palmeira de antigamente, que inclui peças e bonecos em madeira e cartão construídos de raiz nos últimos cem anos por três gerações da família Soares.

Encontros de coros, arruadas, desfiles de grupos de bombos e de vestidos de chita, concertos de bandas filarmónicas e muita música no palco das festas são pontos altos de um vasto programa que se prolonga até ao dia 11 de junho.

Moontosinhos com Joel Cleto, Sérgio Godinho e Silvana Estrada no Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery, Notas de Soirée com a Escola de Música Óscar da Silva e tarde de fados no Jardim Basílio Teles são momentos a destacar na programação.

Junte-se a nós. Seja bem-vindo às Festas do Senhor de Matosinhos!

Quando: 19 de maio a 11 de junho de 2023

Onde: cidade de Matosinhos


FAMA – Feira da Artesanato de Matosinhos – Artesanato

A FaMa está de regresso a Matosinhos e às Festas do Senhor de Matosinhos. A décima-oitava edição da FaMa – Feira de Artesanato de Matosinhos (Edição Sr. De Matosinhos) decorre até 11 de junho entre o Parque Basílio Teles e a Avenida D. Afonso Henriques.

Até 11 de junho, cerca de 80 artesãos, oriundos de todo o país, incluindo da Região Autónoma da Madeira, dão a conhecer o que de melhor se faz em Portugal.

Cestaria, peles, tapeçarias, bijuterias, pinturas em tela e em tecido, filigranas, velas decorativas, perfumes artesanais, cosmética de sal, sabão, cremes e sais de banho, marionetas, fantoches e brinquedos tradicionais são apenas alguns dos artigos que poderão ser vistos nos expositores instalados, mas também a doçaria tradicional, os queijos e os enchidos.

A FaMa estará aberta de segunda a quinta-feira das 16h00 às 23h00, sextas e vésperas de feriado das 16h00 às 24h00, sábados e feriados, das 14h00 às 24h00 e domingos das 14h00 às 23h00. No dia 11 de junho, o horário será das 14h00 às 20h00.

A entrada é livre.

Quando: 19 de maio a 11 de junho de 2023

Onde: Matosinhos


Cor(p)o Metropolitano - Projeto Colaborativo

O COR(P)O METROPOLITANO é um projeto intermunicipal e de carácter popular, de criação coletiva e colaborativa em comunidade e que junta vozes oriundas dos 17 municípios que constituem a Área Metropolitana do Porto.

O calendário para esta edição será dividido em 9 sessões de criação e ensaios, que culminará com a sua apresentação final em novembro de 2023.

As sessões de criação e ensaios da primeira fase para os participantes do Município de Matosinhos são a 15 de maio e a 1 de junho. Decorrem no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Concelho, às 21h00

A inscrição no projeto é gratuita e obrigatória e poderá ser feita através do link:

Quando: 1 de junho, às 21h00

Onde: Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos


Há margem para mudar - Ambiente

O Município de Matosinhos e a Associação de Municípios, Corredor do Rio Leça, em colaboração com a Agência Portuguesa do Ambiente, têm a honra de convidar para a sessão de esclarecimentos sobre a intervenção que se irá iniciar nas Magens do Rio Leça e alguns dos seus afluentes, em junho.

Esta sessão pretende, fundamentalmente, informar sobre a oportunidade única que os proprietários terão à sua disposição para limpar as margens e leito sem qualquer custo associado. Será também, uma oportunidade de revelar à população os trabalhos e planos em curso para a despoluição e desencvolvimento do rio Leça.

Quando: 2 de junho, das 18h00-20h00

Onde: Junta de Freguesia de Leça do Balio


Moontosinhos - Cultura

Aproxima-se a próxima lua cheia, dia 3 de junho, sábado.

Pode contr com mais uma edição do Moontosinhos, celebrando a Igreja de Matosinhos, desenhado por Nasoni.

Quando: 3 de junho, das 21h30-24h00

Onde: Igreja do Bom Jesus de Matosinhos


“Memórias de Nós” – Coleção de Maria José e Hélder Pacheco - Exposição

"Memórias de Nós: Coleção de Cerâmica Popular de Maria José e Helder Pacheco" é a exposição integrada e dedicada, este ano, às Festas do Senhor de Matosinhos.

Maria José e Helder Pacheco foram construindo ao longo dos anos, constituindo dessa forma um testemunho de memória pessoal deste casal, porém, representativo de uma identidade coletiva da tradição de olaria nacional, produzida país fora. Uma coleção representativa de múltiplas tipologias e de vários centros de produção de cerâmica nacional.

Quando: 27 de maio a 19 de agosto | Horário: Segunda a sexta-feira das 9h00 às 19h00; Sábados das 9h30 às 12h30 e das 13H30 às 17h30; Domingo encerrado

Onde: Galeria da Biblioteca Municipal Florbela Espanca

"A lenda do Senhor de Matosinhos" – Teatro Um dia, andava uma menina na praia de Matosinhos a apanhar lenha para a sua lareira, quando encontrou um pedaço de madeira que juntou aos restantes. Em casa, lançou esse pedaço ao fogo e ele por várias vezes saltou da lareira. A menina, surda-muda de nascença, fazia vários gestos desesperados para dizer qualquer coisa e, por fim, falou, perante o espanto da mãe, que o pedaço de madeira era o braço de Nosso Senhor das Bouças. Assombrados pelo milagre, os pais verificaram que o braço se ajustava na perfeição à imagem do Senhor de Matosinhos, esculpido por Nicodemos, parecendo nunca dela se ter separado. No século XVI, a imagem foi mudada para uma igreja em Matosinhos, construída em sua honra, ficando a ser conhecida por Nosso Senhor de Matosinhos, nascendo aí a devoção e a romaria do Senhor de Matosinhos. Ficha Artística: Encenação: Jorge Sousa Coreografia: Daniela Almeida Desenho de luz: Ricardo Martins Produção executiva: Move On Entertainment Participação especial: Joel Cleto Representação: D’Arte - Escola de Teatro - S. Mamede Infesta Duração: +/- 60 minutos Classificação Etária M/3 Quando: 1 e 2 de junho às 10h30 e 15h00 – escolas

3 e 4 de junho às 15h30 - famílias

Onde: Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery


Exposição de Fernando Calhau – Obras da Coleção de Serralves - Exposição

De 27 de maio a 27 de agosto, estará patente, na Galeria Municipal de Matosinhos, a exposição de obras da autoria de Fernando Calhau.

Fernando Calhau foi um artista consagrado que iniciou a sua carreira de artista na gravura, pintura e desenho, e posteriormente à fotografia ao filme e vídeo. Serão apresentadas obras de diferentes períodos da sua carreira de quatro décadas desde 1970 (pintura, desenho, instalação, vídeo…).

Todas as obras pertencem ao espólio de Serralves. Trata-se da primeira mostra individual do artista a expor na Galeria Municipal.

Quando: 27 de maio a 27 de agosto | horário: 2ª a 6ª feira das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 Sábados, domingos e feriados das 15h00 às 18h00

Onde: Galeria Municipal de Matosinhos

Exposição “Memórias da Cascata de João Cafoca” - Exposição

30 anos depois, a célebre cascata do leceiro João Cafoca volta a ganhar vida com a exposição “Memórias da Cascata de João Cafoca”, no Museu da Memória de Matosinhos.

Trata-se de uma representação popular dos locais, monumentos e figuras típicas da Leça da Palmeira de antigamente, que inclui cerca de uma centena de peças e bonecos em madeira e cartão construídos de raiz nos últimos cem anos por três gerações da família Soares, bem como documentos, fotos e vídeos. Um projeto que tem como objetivo (re)visitar antigos usos e costumes leceiros, e dar a conhecer os principais segredos por detrás desta atividade.

João da Silva Ferreira Soares (1927-2006), também conhecido por João “Alfaiate” ou João “Cafoca”, alfaiate, artesão e poeta popular de Leça da Palmeira, cumpria anualmente a tradição de construir cascatas sanjoaninas, maioritariamente na Rua das Icas, no lugar da Amorosa, que fascinaram e alimentaram os sonhos de várias gerações de crianças.

A cascata foi sendo construída de forma mais assídua, entre 1963 e 1994, incorporando ainda elementos anteriormente elaborados pelo seu pai Francisco Ferreira Soares e pelo seu avô João Augusto Ferreira Soares, tornando-se uma referência emblemática na cultura popular de Leça da Palmeira.

O legado familiar destas três gerações de cascateiros, consubstanciado nas centenas de elementos que compunham a cascata, bem como por um registo documental e audiovisual, foi doado pelos descendentes à Autarquia, em 2020.

Após o estudo e inventário deste acervo, o MuMMa – Museu da Memória de Matosinhos, apresenta a exposição “Memórias da Cascata de João Cafoca”.

Entrada: 1,00€ (inclui visita à exposição permanente + exposição temporária)

Quando: 20 de maio a 13 de agosto de 2023 | Horário: terça a domingo, incluindo feriados, das 10 às 13 horas e das 15 às 18 horas.

Onde: Museu da Memória de Matosinhos

Exposição “Geografias Construídas: Paulo Mendes da Rocha” - Exposição

A mostra tem curadoria de Jean-Louis Cohen e Vanessa Grossman e projeto expositivo de Eduardo Souto de Moura e Nuno Graça Moura.

Percorrendo sete décadas de atividade, a imensa obra de Paulo Mendes da Rocha vai-se revelar na Exposição “Geografias Construídas: Paulo Mendes da Rocha” com uma amplitude inédita extraída do imenso acervo entregue à Casa da Arquitectura. Patente na Nave Expositiva da Casa da Arquitectura, a mostra faz mais do que seguir o fio unidirecional da sua biografia, ou centrar-se nas tipologias da sua obra: a estrutura da exposição assentará nas geografias em expansão dos edifícios e projetos desenhados por Paulo Mendes da Rocha com os seus parceiros e colegas, entre os anos 1960 a 2010.

"Geografias Construídas: Paulo Mendes da Rocha" abre ao público acompanhada da Exposição "Paulo" na Galeria da Casa. Com as exposições, é lançado um programa de atividades com curadoria do arquiteto Nuno Sampaio, Diretor-executivo e Comissário-geral da CA, e da arquiteta Catherine Otondo, responsável pela organização do acervo de Paulo Mendes da Rocha”.

Quando: 26 de maio de 2023 a 23 de fevereiro de 2024

Onde: Casa da Arquitectura

Interrupções e Continuidades na Coleção de Arte Municipal - Décadas de 30 a 50 - Exposição

Inaugurada a 18 de maio, no âmbito da celebração do Dia Internacional dos Museu, a exposição centra-se na coleção de arte da autarquia, especialmente nas obras produzidas entre as décadas de 30 e 50 do séc. XX.

A mostra resulta de um projeto pedagógico da Câmara Municipal de Matosinhos em parceria com o Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. O desafio lançado pela autarquia aos estudantes da Licenciatura em História da Arte visa permitir um maior contacto e valorização das obras que integram a sua Coleção de Arte.

A exposição conta com espólio artístico, documental e vídeo da autarquia, em que nomes incontornáveis da coleção e da história de arte portuguesa, como Augusto Gomes, Joaquim Lopes, Agostinho Salgado, entre outros, criam esse percurso narrativo entre as interrupções e continuidades que caracterizam as teorias e práticas artísticas de início até meados do século XX.

A exposição pode ser visitada até 17 de setembro, de terça a domingo, das 10h às 13 e das 15h às 18h.

Quando: 18 de maio a setembro de 2023 | Horário: 3ª a domingo: 10h00-13h00 e 15h-18h00

Onde: Museu da Quinta de Santiago


"José de Lemos" - Exposição “A Casa do Design recebe a retrospetiva “José de Lemos” dedicada a um artista que, durante décadas, foi um caso à parte na multidão de génios da ilustração portuguesa do século XX. A exposição tem curadoria do designer Jorge Silva e exibe um total de 52 peças. José de Lemos iniciou carreira na imprensa, em 1927, deixando o seu traço modernista e de altos contrastes nos diversos jornais e revistas em que trabalhou. A literatura para crianças e o vespertino Diário Popular marcaram a sua vida e obra. A exposição tem curadoria do designer Jorge Silva e exibe um total de 52 peças que abrangem desenhos, jornais, revistas e folhetos. O programa inaugural tem início às 16 horas. Organizada pela esad—idea, em parceria com as Câmaras Municipais de Matosinhos e de Setúbal, a exposição na Casa do Design foi apresentada pela primeira vez no âmbito da Festa de Ilustração de Setúbal 2020. Desta exposição surgiu também a publicação homónima, coeditada pela esad—idea e pela Arranha-Céus”. Mais informações em: https://casa-design.pt/pt Quando: 20 de abril, até 17 de setembro Onde: Casa do Design O Museu é + velho do que eu - Festas de Aniversário "O Museu é + velho do que eu" é uma atividade promovida pela Casa do Bosque – Serviços Educativos da Câmara Municipal de Matosinhos, sedeada no Museu da Quinta de Santiago, e consiste na realização de festas de aniversario destinadas a crianças entre os 6 e 12 anos, disponibilizando atividades lúdico-pedagógicas, que incluem uma visita guiada especial ao Museu da Quinta de Santiago ou a Cascata Gigante e realização de uma oficina selecionada pelo aniversariante. Taxas em vigor: até 15 convidados (crianças), o valor é de €6,00 por criança; a partir de 16 convidados (crianças), o valor é de €5,00 por criança. Quando: Sábado das 10h00-13h00 ou das 15h00-18h00 Onde: Museu da Quinta de Santiago


Arquitectura para todos - Visitas orientadas gratuitas

A Casa da Arquitetura promove, a partir do próximo domingo, visitas orientadas à Casa da Arquitectura. A iniciativa é gratuita e decorrerá todos os domingos, pelas 11h.

Quando: domingos, pelas 11h00

Onde: Casa da Arquitectura


"Sapatilhas - Marcas Portuguesas do Estado Novo ao Virar do Milénio" - Exposição

“Sapatilhas: Marcas Portuguesas do Estado Novo ao Virar do Milénio” é a exposição que inaugurou a 11 de fevereiro de 2023, na Casa do Design, em Matosinhos. Numa época em que as sapatilhas ganham dimensão global como um dos ícones da cultura contemporânea, a Casa do Design inaugura esta exposição com curadoria de Pedro Carvalho de Almeida, para dar a conhecer uma parte do legado da indústria nacional de calçado desportivo. Partindo de uma coleção única de mais de 500 modelos de sapatilhas representativas de um universo de 100 marcas concebidas e fabricadas em Portugal, esta exposição explora o significado cultural, social, político e económico que as marcas representam. Propõe-se uma breve contextualização histórica, uma leitura aprofundada sobre as marcas Sanjo e Cortebel, mas sobretudo a revelação de um surpreendente acervo de outras marcas caracterizadas por pequenas séries, modelos para diferentes práticas desportivas e as respetivas embalagens. Resultado de uma coprodução entre a Câmara Municipal de Matosinhos / esad—idea, Investigação em Design e Arte e o Instituto de Investigação em Design Media e Cultura (ID+), a mostra propõe simultaneamente uma retrospetiva histórica e um espaço de reflexão crítica, procurando saber como a memória das sapatilhas de fabrico nacional pode ser resgatada, entendida e preservada, e como os recursos produtivos a que temos acesso, materiais e imateriais, podem ser mais bem aproveitados e criativamente potenciados. Entre março e junho, discute-se o papel do designer como colecionador, as ligações entre o design, a indústria e o artesanato, e ainda os desafios e oportunidades no desenvolvimento sustentável.

Próximas conversas:

27 maio, Sábado, 15h30–17h00 – Design e Indústria

17 junho, Sábado, 15h30–17h00 – Para uma Ecologia do Design

Quando: até 27 de agosto de 2023

Onde: Casa do Design, Matosinhos - Edifício Paços do Concelho, Rua de Alfredo Cunha, Matosinhos Contamos contigo! – Contar contos

Dá asas à tua imaginação e vem voar pelo mundo mágico dos livros e das histórias de encantar! Durante a Hora do Conto, as histórias, quase sempre narrativas simples e pequenos contos, são contadas de forma a entusiasmar e a despertar a imaginação dos mais novos.

Quando: sábado às 11h00 ou 15h00

Onde: Biblioteca Municipal Florbela Espanca


ECO-MERCADO – Feira de produtos biológicos

Aos sábados, das 9h00 às 14h00, no Jardim Basílio Teles, realiza-se uma feira de produtos hortícolas produzidos em agricultura biológica, onde poderá encontrar alternativas de alimentação mais saudável e saborosa.

Mais informações: aqui

Quando: sábados das 8h00 às 13h00

Onde: Jardim Basílio Teles

Comments


bottom of page