top of page

Portugal foi o terceiro país da Europa a perder mais rede ferroviária nas últimas duas décadas

Entre 1995 e 2018, Portugal perdeu 18% da rede ferroviária, de acordo com um estudo da Greenpeace. Por sua vez, a rede rodoviária aumentou em 2.378 quilómetros (346%)



O estudo revela que, em 23 anos, Portugal investiu 23,4 mil milhões de euros em estradas, mais do triplo da aposta na ferrovia (7,7 mil milhões), avança o Negócios.

De acordo com o documento publicado em setembro, todos os países analisados fizeram uma aposta mais séria na rede viária face à ferroviária, havendo uma diferença de 66% entre o investimento nas duas, apesar dos inúmeros alertas em relação às alterações climáticas.

Desde 1995, o número de passageiros nos comboios portugueses tem descido. Portugal foi o terceiro país europeu a apresentar a maior redução da rede ferroviária, atrás da Letónia e da Polónia.

Em relação à extensão de autoestradas, em termos absolutos, Portugal apresentou o terceiro maior crescimento da Europa, a seguir de Espanha e França, de acordo com o trabalho citado pelo mesmo jornal.

bottom of page