Preço do pão subiu 15% no último ano

Aumento generalizado na União Europeia devido à invasão da Ucrânia pela Rússia



O preço do pão estava, em agosto, 18% mais alto do que no mesmo mês de 2021 na União Europeia (UE), divulga o Eurostat, em consequência da ofensiva russa na Ucrânia, que perturbou os mercados globais.

De acordo com o serviço estatístico da UE, o aumento do preço do pão tem acelerado desde março, chegando a um pico de 18% em agosto, na UE.

Em Portugal, o preço do pão aumentou 15% entre agosto de 2021 e agosto de 2022.

Entre os Estados-membros, as maiores subidas no preço do pão, em agosto, registaram-se na Hungria (65,5%), Lituânia (33,3%), Estónia e Eslováquia (32,2% cada).

Por outro lado, França (8,2%), Países Baixos (9,6%) e Luxemburgo (10,2%).

O Eurostat destaca que os preços do pão e dos óleos alimentares, tiveram subidas muito acentuadas devido à invasão da Ucrânia pela Rússia, dado que ambos os países são importantes exportadores de cereais, como o trigo e o milho, e ainda de fertilizantes.