top of page

Reconhecimento do Kartódromo do Cabo do Mundo

Reconhecimento da responsabilidade social no âmbito do trabalho da Rede Local de Apoio aos Jovens à Saída das Casas de Acolhimento


O responsável pelo Kartódromo do Cabo do Mundo, Paulo Duarte, foi ontem à tarde recebido nos Paços do Concelho pela presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, e pelo vice-presidente da autarquia, Carlos Mouta, para uma cerimónia de reconhecimento da responsabilidade social deste espaço emblemático no âmbito do trabalho da Rede Local de Apoio aos Jovens à Saída das Casas de Acolhimento. Desde 2015 que o Kartódromo do Cabo do Mundo, em Perafita, desenvolve uma parceria com a Câmara Municipal de Matosinhos e tem vindo a oferecer corridas gratuitas de Karts a crianças e jovens do concelho, a primeira experiência com este tipo de carros para a maioria delas. Até ao momento, foram já 377 as crianças e jovens de Matosinhos, em situação de vulnerabilidade social, que fizeram o seu batismo de Kart, incluindo-se neste número os jovens das três Casas de Acolhimento do concelho de Matosinhos, Lar da Nossa Senhora da Conceição da Santa Casa da Misericórdia do Bom Jesus de Matosinhos, Obra do Padre Grilo e Lar da Santa Cruz. A presidente da Câmara elogiou as ações do kartódromo e do seu presidente. “Estou aqui para reconhecer este momento de partilha entre autarquia, instituições, kartódromo e os jovens. Matosinhos será mais forte se todos partilharem o que podem dar”, acrescentou Luisa Salgueiro. Também o vice-presidente da Câmara manifestou o seu agradecimento “por esta iniciativa, cívica e comunitária, que proporciona uma experiência única a tantos jovens do concelho”. “Quando é que podemos voltar?” perguntaram entre sorrisos alguns jovens presentes na sessão ao responsável pelo Kartódromo. “Sempre que quiserem” respondeu Paulo Duarte que aproveitou para afirmar “o melhor reconhecimento que posso ter são os sorrisos das crianças e jovens quando experimentam os karts. Sempre procuramos ser parte integrante do município. O que proporcionamos, proporcionamos com carinho”, referiu. Para além dos batismos de kart, destacam-se outras ações que resultam da sensibilidade social do Kartódromo e do seu presidente e que motivaram esta cerimónia de homenagem e reconhecimento. Em 2017, adquiriram um carro de dois lugares, permitindo a inclusão de crianças e jovens com deficiência na prática deste desporto. Outro exemplo da sua ação é o donativo de cerca de dois mil euros, no âmbito da parceria da Rede Local de Apoio aos Jovens à Saída das Casas de Acolhimento – RLAJM, verba que resultou da iniciativa de Paulo Duarte em sensibilizar os corredores de Karting para que o valor das medalhas que lhes são atribuídas em diferentes corridas, beneficiasse as três Casas de Acolhimento de Matosinhos. Um donativo que tem como objetivo apoiar atividades culturais e de lazer destes jovens, bem como o momento de autonomização dos mesmos na sua saída das casas de acolhimento para a vida autónoma, ou outras que signifiquem um benefício direto para os próprios, diferentes do quotidiano diário. O Kartódromo do Cabo do Mundo tem criado ao longo dos anos oportunidades de participação inclusiva e permitido o acesso à experimentação de uma modalidade desportiva, com particular interesse para crianças e jovens, o contacto com diferentes figuras públicas como Tiago Monteiro, José Pedro Fontes, Álvaro Parente e Helton Arruda, que foram apadrinhando os batismos de Karting e a vivência de momentos divertidos em interação social. Esta parceria entre a autarquia, o kartódromo e as instituições sociais é um exemplo de como o setor privado e o setor público podem desenvolver trabalho colaborativo e contribuir para uma comunidade mais coesa, com maior igualdade de oportunidades. Marcaram ainda presença na sessão Vasco Pinho, vereador do Desporto da Câmara de Matosinhos, Pedro Gonçalves, presidente da União das Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões, e representantes da direção, equipa técnica e jovens das três Casas de Acolhimento do concelho de Matosinhos. “Este tipo de experiências, eles levam-nas para a vida” reconheceram os responsáveis pelas instituições presentes.” Agradecer a quem nos faz bem” é algo que trabalhamos com eles nas instituições. “Muito obrigada pela oportunidade que lhes dão”, concluíram. Refira-se que a RLAJM se formalizou através da assinatura de protocolo de parceria, em setembro 2021 e é constituída por treze entidades, nomeadamente: os três Lares de Crianças e Jovens - Lar Nossa Senhora da Conceição, Lar da Santa Cruz e Obra do Padre Grilo, a empresa Municipal de Habitação - Matosinhos Habit; Centro de Emprego de Matosinhos; Centro Distrital de Segurança Social do Porto / Serviço Local de Matosinhos; Unidade Local de Saúde de Matosinhos; Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Matosinhos - CPCJ de Matosinhos, Instituto Português da Droga e da Toxicodependência - Centro Respostas Integradas Matosinhos – CRI; Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Matosinhos e a Escola Secundária João Gonçalves Zarco. A RLAJM tem como objetivo promover uma melhor inclusão social dos jovens que saem das casas de acolhimento na vida em sociedade e evitar a (re)institucionalização e prevenir a (re)vitimização, através da sua autonomização.

תגובות


bottom of page