Taxa de reciclagem mantém-se lamentavelmente nos 21%, alerta a associação Zero

Portugueses precisam de reciclar mais, confirma-se através dos dados revelados pela associação Zero



A associação ambientalista Zero lamenta que a reciclagem se mantenha “vergonhosamente nos 21%” e que de nada tenham servido os 447 milhões de euros gastos para promover “uma política pública eficaz” no setor.

“As autoridades públicas e os decisores políticos continuam a fingir que não existe uma situação gravíssima com a gestão de recursos, os quais poderiam estar a fomentar a economia circular, mas acabam depositados em aterro ou são queimados”, disse a associação, em comunicado, a propósito do Relatório Anual sobre Resíduos Urbanos (RARU2021), disponível no portal da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

A Zero diz que “contas mal feitas e manipulação não chegam para esconder a estagnação da reciclagem” e apela a uma mudança urgente na gestão de resíduos urbanos.

No comunicado, a associação deixa também dúvidas sobre a qualidade dos dados disponibilizados pela APA relativamente ao destino final dos resíduos, aterro, valorização energética, reciclagem material, compostagem e outras valorizações.