top of page

Vestígios arqueológicos atrasam a obra da linha de ‘metrobus’ até Anémona de Matosinhos

A descoberta de vestígios arqueológicos na Avenida Marechal Gomes da Costa, no Porto, vai atrasar a obra da linha de 'metrobus', estimando a Metro do Porto condicionamentos de trânsito naquela artéria até outubro



Numa carta enviada esta semana aos moradores, a empresa Metro do Porto, responsável pela obra, refere que, no âmbito dos trabalhos que decorrem entre a Avenida Marechal Gomes da Costa e a Praça do Império, foram encontrados um conjunto de fossas, situadas precisamente sob o canal 'metrobus', que vão obrigar à realização de sondagens exploratórias mais profundas.

Estas escavações arqueológicas, obrigatórias por lei, “visam avaliar o eventual valor histórico deste património. As sondagens devem prolongar-se por três semanas.

Assim, enquanto decorrerem as escavações arqueológicas, o condicionamento do trânsito na Avenida Marechal Gomes da Gosta manter-se-á entre a zona de Cristo Rei e a Praça do Império, numa extensão de cerca de 700 metros.

“Vão continuar ocupadas as faixas da esquerda de ambos os lados, circulando-se em cada sentido apenas pela via da direita. Após a conclusão daquelas escavações, esta fase da obra será retomada e concluída. Em concreto, finalizando a instalação da nova rede de semaforização e colocando um novo pavimento”, descreve a Metro.

O novo serviço da Metro do Porto ligará a Casa da Música à Praça do Império (em 12 minutos) e à Anémona de Matosinhos (em 17) em junho de 2024, com recurso a autocarros a hidrogénio, circulando em via dedicada na Avenida da Boavista e em convivência com os automóveis na Avenida Marechal Gomes da Costa.

O investimento no `metrobus` é totalmente financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e chega aos 66 milhões de euros, valores sem IVA, e as obras arrancaram no final de janeiro.

Estão previstas as estações Casa da Música, Guerra Junqueiro, Bessa, Pinheiro Manso, Serralves, João de Barros e Império, no primeiro serviço, e na secção até Matosinhos adicionam-se Antunes Guimarães, Garcia de Orta, Nevogilde, Castelo do Queijo e Praça Cidade do Salvador (Anémona).

Yorumlar


bottom of page