Portugal anfitrião da conferência dos ministros do Desporto do Conselho da Europa em 2024

Governo propõe alguns debates como a 'proteção e salvaguarda de crianças e jovens no Desporto', a 'igualdade de género no Desporto'



As cidades de Porto, Vila Nova de Gaia e Matosinhos vão acolher a 18.ª conferência de ministros do Desporto do Conselho da Europa, que, em 2024, vai realizar-se pela primeira vez em Portugal, anunciou o Governo esta quarta-feira, dia 26 de outubro.

Em comunicado, o gabinete do secretário de Estado da Juventude e do Desporto deu conta da vitória da candidatura do Governo para a organização da conferência na região da associação intermunicipal Frente Atlântica, durante o 17.º encontro ministerial, que decorre em Antalya, na Turquia.

"Para a 18.ª conferência de ministros do Desporto do Conselho da Europa - que integrará no seu programa outras conferências e debates antes e após a Conferência principal - o Governo português propõe debates sobre a 'proteção e salvaguarda de crianças e jovens no Desporto', a 'igualdade de género no Desporto' e a 'diplomacia desportiva', temas que têm sido prioridade na orientação e atuação para esta área governativa", detalhou a tutela.

Portugal está representado na 17.ª conferência pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, em representação da ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, que tutela o setor.

Relativamente ao próximo encontro, o gabinete do secretário de Estado da Juventude e do Desporto considera que a realização da conferência em Portugal "contribui para afirmação internacional do desporto português, em linha com o programa de Governo".

As conferências de ministros do Desporto do Conselho da Europa realizam-se de dois em dois anos, juntando os governantes dos 46 países europeus que integram o Conselho da Europa e ainda Canadá, Israel e Marrocos.

"No ano dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos em Paris, a 18.ª conferência de ministros do Desporto do Conselho da Europa permitirá escrever uma página histórica no Desporto nacional, europeu e internacional", antevê o Governo português.