Acesso a medicamentos gratuitos

Quase 500 pessoas beneficiaram do programa Abem.


1 em cada 10 portugueses não consegue comprar os medicamentos que lhe são prescritos porque não tem dinheiro para os pagar. Para inverter esta realidade, a Associação Dignitude lançou o programa Abem: Rede Solidária do Medicamento, apoiado pelo “Portugal Inovação Social”, através de Fundos da União Europeia. O objetivo é garantir o acesso ao medicamento em ambulatório por parte de qualquer cidadão que, em Portugal, se encontre numa situação de carência económica que o impossibilite de adquirir os medicamentos comparticipados que lhe sejam prescritos por receita médica. Com este apoio, pretende-se ajudar a controlar o quadro de doença dos cidadãos mais vulneráveis, travar comorbilidades e aliviar o escasso orçamento de muitas famílias. O programa, de âmbito nacional, desenvolve-se localmente, com base numa rede de colaboração entre várias entidades públicas e privadas. A Câmara Municipal de Matosinhos aderiu à Rede Solidária do Medicamento em 2016. Desde então, 496 pessoas usufruíram desta resposta. Atualmente, 417 beneficiam deste apoio. As pessoas abrangidas pelo programa Abem são referenciadas através da Rede de Atendimento Integrado. A capitação elegível para o programa foi aumentada de €100,00 para €130,00, em resposta às consequências da pandemia por COVID-19, aos impactos do isolamento social e da diminuição dos rendimentos das pessoas, nomeadamente da população mais carenciada, tendo sido garantida uma resposta imediata à emergência social.