top of page

Desemprego reduziu em 2022 e dezembro foi dos melhores meses em 30 anos

Em dezembro de 2022 estavam inscritas 307.005 pessoas nos centros de emprego do país



O Governo destacou, esta segunda-feira, dia 23 de janeiro, a redução do desemprego registado nos centros de emprego em dezembro, adiantando que se trata do valor mais baixo, naquele mês, dos últimos 30 anos.

No geral, o Ministério do Trabalho diz que 2022 foi o “melhor ano”, relativamente ao número de inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). “O número de desempregados inscritos no IEFP em dezembro (307.005 pessoas) foi o mais baixo, nesse mês, nos últimos 30 anos, uma diminuição de -11,8% (-40.954 pessoas) face a dezembro de 2021”, indica a tutela, em comunicado.

Em comparação com dezembro de 2019, ou seja, com o período pré-pandemia, a redução é de -1,1% (-3.477 pessoas). Entre novembro e dezembro de 2022, há mais 10.282 pessoas desempregadas, um aumento de +3,5%.

“O ano de 2022 foi, no geral, o melhor ano em termos de desemprego registado, tendo assinalado, desde março de 2022, valores sistematicamente mais baixos do que os valores homólogos de 2019. No desemprego jovem registado, 2022 foi também, no geral, o melhor ano, com valores sistematicamente mais baixos do que os valores homólogos de 2019, exceto nos meses de janeiro e junho.

bottom of page