top of page

Evento “Bate-Fado”

Espetáculo de dança e fado no Teatro Municipal de Matosinhos


O Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery recebeu no sábado “Bate-Fado”, uma peça de dança/concerto com direção artística e coreografia de Jonas&Lander. A nova criação de Jonas & Lander é um espetáculo híbrido entre a dança e o concerto de música projetado para cinco bailarinos, uma fadista e três músicos. À semelhança da maioria das correntes musicais urbanas, como o samba ou o flamenco, também o fado teve danças próprias. Em Lisboa, a que conheceu maior expressão foi o Fado Batido, uma dança baseada num sapateado energético e virtuoso. Em Bate-Fado, o duo de performers e coreógrafos propõe-se a reinterpretar e a recuperar o ato de bater (sapatear) o Fado, onde a dança emana da qualidade de instrumento de percussão em diálogo com a voz e com as guitarras. Bate -Fado revela-se como o primeiro passo para o resgate da dança que o fado há muito perdeu. Os artistas preenchem as lacunas de informação sobre o Fado Batido com o seu imaginário coreográfico em diálogo direto com danças folclóricas portuguesas e afro-brasileiras. Bate-fado foi considerado pelo Expresso Melhor Espetáculo de Dança de 2021. A dupla Jonas&Lander cria, desde 2013, obras performativas híbridas, entre a dança e a música. Em 2015 fundaram a Sinistra Associação Cultural, uma estrutura sediada numa casa no centro da vila de Sintra que promovia eventos de fado com regularidade semanal. Jonas desenvolve em paralelo ao seu trajeto na dança contemporânea uma carreira como cantautor e fadista profissional iniciada em 2006. Por sua vez, Lander afirma-se também como um multi-instrumentista autodidata, com forte interesse pela polirritmia e com enfoque na mescla entre o território gestual e o território rítmico. No seu curto trajeto, Jonas&Lander contam já com um variado leque de peças de autor como Matilda Carlota (2014), Arrastão (2015), Adorabilis (2017), Lento e largo (2019) e Coin Operated (2019). Projeto apoiado pela República Portuguesa - Cultura | DGARTES – Direção-Geral das Artes

Comments


bottom of page