Executivo Municipal em Santa Cruz do Bispo

Reuniões ordinárias públicas nas freguesias do concelho


A habitual reunião ordinária pública do Executivo Municipal realizou-se ontem em Santa Cruz do Bispo, mais concretamente no Centro Social Paroquial de Santa Cruz do Bispo, seguindo uma estratégia de descentralização. A Câmara Municipal, recorde-se, aprovou, em novembro do ano passado, a descentralização das reuniões públicas mensais do Executivo pelas freguesias do concelho, por ordem alfabética. O objetivo é aproximar os cidadãos do poder autárquico, dando a conhecer o funcionamento dos órgãos autárquicos e incentivando a participação cívica na resolução dos problemas individuais e coletivos. A reunião ordinária pública do Executivo Municipal em Santa Cruz do Bispo foi conduzida pela presidente da autarquia, Luísa Salgueiro. Presente esteve a presidente da União das Freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo, Lurdes Queirós, que abordou, na sua intervenção, a degradação da rua Gonçalves Zarco e os constrangimentos sentidos no arranque do novo ano letivo no que respeita a transportes públicos, nomeadamente os horários e a capacidade de transporte das viaturas. Sobre a rua Gonçalves Zarco, Luísa Salgueiro esclareceu que, face à dimensão da artéria, concluiu-se pela necessidade de uma intervenção secionada por troços, de forma a resolver os problemas existentes em cada local. Já a propósito das dificuldades no transporte dos alunos, o vice-presidente e responsável pelo pelouro da Mobilidade e Transportes, Carlos Mouta, explicou que se deveram à dificuldade da Maré em assegurar motoristas para prestar esse serviço e que, face à dimensão de algumas artérias, a empresa optou por utilizar viaturas mais pequenas. Ainda assim, Carlos Mouta referiu que está a interceder junto do operador para que a situação seja resolvida o mais rapidamente possível, nomeadamente a possibilidade de serem usados autocarros de maior dimensão. Ainda no respeita à educação, Luísa Salgueiro referiu os investimentos em curso quer ao nível do parque escolar- dando como exemplo a EB da Agudela (Lavra) e as escolas secundárias da Boa Nova (Leça da Palmeira) e Abel Salazar (S. Mamede de Infesta) - quer em termos de Currículo Local da Educação e AEC- Atividades de Enriquecimento Curricular. Entre os assuntos abordados no período antes da ordem do dia, destaque para a situação dos trabalhadores da Petrogal e a formação necessária para a sua reintegração no mercado do trabalho, o processo de desagregação das freguesias, a revisão da Estratégia Local de Habitação, , os congestionamentos de trânsito na rotunda da AEP e na Circunvalação e a construção do novo Centro de Saúde de Perafita.