top of page

Festa da Poesia 2022

Sérgio Godinho, Inês Pedrosa, Carlos Magno, Rosa Alice Branco, Rui Lage, Vasco Gato e Claudia Lucas Chéu estarão presentes entre os dias 8 e 10 de dezembro


Sérgio Godinho é um dos cabeças de cartaz do evento deste ano, numa conversa mediada por Sérgio Almeida, em que o músico, intérprete e poeta falará da sua relação com a poesia. Não esquecemos Manuel António Pina e evocamos a vida e obra do Prémio Camões de 2011 na sessão «O poema de pernas para o ar», na companhia de Carlos Magno e Rui Lage. O livro O Poeta Faz-se vol. 2 terá o seu lançamento e apresentação no evento. Esta obra é resultado da oficina poética levada a cabo pela biblioteca e que tem por público-alvo quem está a aprender a ler e a escrever na idade adulta. Juntam-se a estes textos obras visuais desenvolvidas pelos formandos e por MAZE, artista visual, poeta e rapper dos Dealema. Contaremos ainda com «Boca em Flor», uma performance musical e poética com Ana Celeste Ferreira e os formandos do laboratório poético. Rosa Alice Branco e Vasco Gato juntam-se para abordar os «Deslimites da Palavra» enquanto poetas numa conversa a não perder. Os mais novos também terão programação dedicada nos dias 9 e 10 de dezembro. Desde poesia para miúdos declamada por graúdos à magia de S. Tomé e Príncipe na voz de Olinda Beja, passando pela ilustração ao vivo de Sebastião Peixoto, são muitas as atividades para encantar os mais novos. Cinco décadas após o seu lançamento, Inês Pedrosa e Claudia Lucas Chéu relembram e projetam as Novas Cartas Portuguesas, obra seminal do feminismo em Portugal, na sessão «Novas Cartas, Novos Tempos». E em Festa que é de Poesia, a palavra dita é também celebrada e os dias 9 e 10 serão pontuados com a «Poesia Maldita», nas escolas, estabelecimentos prisionais do concelho e biblioteca municipal Florbela Espanca, pelos diseurs Isaque Ferreira, João Rios e Rui Spranger. A encerrar, Pedro Piaf brindará o público com a performance poética «Se não escrevesse, era capaz de ser infeliz», a partir da obra poética de Manuel António Pina. A entrada é gratuita e está limitada à lotação do espaço.

Comentarios


bottom of page