top of page

Mercadona assinala cinco anos em Portugal e investimento de 1.000 milhões de euros

Nestes cinco anos, a Mercadona comprou mais de 3.000 milhões de euros a fornecedores portugueses e abriu 50 lojas, empregando 6 mil pessoas.

 


A Mercadona assinalou, dia 2 de julho, os primeiros cinco anos desde a abertura da sua primeira loja em Portugal, em Vila Nova de Gaia, na freguesia de Canidelo. Nesse mesmo ano, abriu mais nove lojas nos distritos do Porto, Aveiro e Braga.

Desde esse ano, investiu um total de mil milhões de euros em Portugal, que permitiram abrir, até à data, 50 lojas, que acumulam vendas superiores a 2.770 milhões de euros, e dois Blocos Logísticos - um na Póvoa de Varzim e outro em Almeirim.

No que respeita a emprego, ao longo desta meia década, a Mercadona gerou 6.000 novos empregos, todos com um contrato efetivo desde o primeiro dia.

Foi em 2016 que a Mercadona, empresa líder no setor da distribuição em Espanha, comunicou que iria dar início ao seu primeiro projeto de internacionalização, em Portugal.Em 2017, abriu o seu primeiro Centro de Coinovação em Matosinhos, para adaptar a sua oferta aos hábitos e preferências do consumidor português.

Dois anos mais tarde, em 2019, com a abertura da loja de Vila Nova de Gaia, a Mercadona já tinha mil produtos novos apenas para o mercado português. Depois da abertura de várias lojas na região Norte, 2022 ficou marcado pela abertura das primeiras lojas na área metropolitana de Lisboa, em Setúbal e Oeiras.



O intercambio entre Portugal e Espanha possibilitou o conhecimento de produtos nacionais a consumidores espanhóis como o exemplo de pão, pastelaria, queijos, vinhos, entre outros produtos portugueses. Este compromisso da empresa com os fornecedores portugueses reflete-se nos mais de 3.000 milhões de euros em compras a fornecedores nacionais desde 2019.

A Mercadona tem avançado e aprendido muito com a entrada no mercado português, altamente competitivo. Hoje orgulhamo-nos de poder dizer que o esforço que fazemos para nos adaptarmos ao país se reflete na vontade das pessoas em ter os nossos supermercados perto, mas ainda há muito por fazer para nos tornarmos na empresa portuguesa que queremos ser em Portugal. Estes 5 anos revelaram-se um bom começo e hoje assinalamos a motivação para continuar a construir um projeto de crescimento partilhado e sustentável, que gere emprego e riqueza no país, contribuindo para o seu desenvolvimento económico.”, afirma Inês Santos, Diretora de Relações Institucionais da Mercadona em Portugal.

 

 

 


Comments


bottom of page