Uma viagem pelos tempos do Jazz

Terceiro concerto da 3.ª edição do ciclo de concertos “Jazz na Real Vinícola”

Junho é tempo para reencontros no palco da Real Vinícola. Na 3.ª edição do “Jazz na Real Vinícola”, a Orquestra Jazz de Matosinhos (OJM) tem-se feito acompanhar por alguns amigos de longa data e regressa a projetos aventureiros e marcantes do seu percurso. O ciclo de concertos ao ar livre inaugurou com o mergulho quase místico no último disco de Rui Reininho, “20 000 Éguas Submarinas”, seguindo-se a música de Ornette Coleman, um dos grandes mestres do jazz, na companhia de dois saxofonistas de gerações distintas como solistas: Perico Sambeat e Ricardo Toscano.

No final da tarde de hoje, foi a vez do reencontro com Telmo Marques, desta vez convidado para dirigir um programa inteiramente preenchido pelas suas próprias transcrições para “Uma Viagem Pelos Tempos do Jazz”, o projeto onde a big band assumiu uma das suas missões: a de contar a história do jazz. A OJM fez, assim, "Uma Viagem Pelos Tempos do Jazz", com direção de Telmo Marques. O músico e compositor assumiu a missão de transcrever as várias partituras desta “Viagem Pelos Tempos do Jazz”, que visitou alguns dos momentos mais importantes do estilo , da efervescente era do swing ao jazz contemporâneo e mais experimental.

Já com os pés no verão, o último concerto do ciclo, no dia 25 de junho, traz a voz de Manuela Azevedo para uma viagem pela música portuguesa, dos Clã a Samuel Úria, passando por Sérgio Godinho.

Recorde-se que todos os concertos se realizam às 18h00, na praça da Real Vinícola, sempre que as condições meteorológicas o permitam. O acesso é livre, mediante a lotação do espaço e feito uma hora antes do início dos concertos.