Open House Porto com mais de 25 mil visitas

Terminal de Cruzeiros e Titan foram os espaços mais procurados de Matosinhos

No seu regresso ao formato pré-pandemia, a 7ª edição do Open House Porto, que teve como curadores a arquiteta Graça Correia e o historiador Joel Cleto, somou para cima de 25 mil visitas durante os dois dias do passado fim de semana.

Dedicado ao tema da Casa, entendida como o “modo como cada um de nós se vincula ao lugar a que chama seu”, a 7ª edição ofereceu 74 espaços nas quatro cidades envolvidas – Maia, Matosinhos, Porto e Vila Nova de Gaia –, 41 dos quais abriram as suas portas pela primeira vez neste Open House Porto.

Nuno Sampaio, Diretor-executivo da Casa da Arquitectura, congratula-se com a adesão ao OHP por parte do público, bem como com a organização que o evento implicou, quer ao nível da curadoria, quer dos mais de 300 voluntários e especialistas envolvidos.

A curadoria do OHP, que pela primeira vez integrou um não arquiteto, o historiador Joel Cleto, ficou marcada por uma seleção de espaços inusitados e que contaram outras histórias sobre as diferentes cidades.

A especificidade dos locais selecionados obrigou a algumas restrições de segurança e circulação de públicos.

Em Matosinhos, os locais mais procurados foram o Terminal de Cruzeiros e o Titan, equipamento que se estreou no OHP, com quase 2500 visitantes, seguido da Casa da Arquitectura, que recebeu para cima de 950 pessoas, e da Piscina das Marés de Álvaro Siza com mais de 520 visitantes.

Os espaços mais visitados no município da Maia foram a Torre Lidador, com 822 visitantes, seguida do Parque Urbano de Moutidos (812) e a Quinta dos Cónegos com cerca de 500 visitantes.

No Porto, foi o edifício da Câmara Municipal o mais visitado, acolhendo cerca de 820 visitas, seguido do Centro Português de Fotografia (801) e do Laboratório Ferreira da Silva do MHNC-UP, com cerca de meio milhar de visitantes.

Em Vila Nova de Gaia, o Mosteiro da Serra do Pilar, com quase 2300 visitantes e a Torre Altice com 1627 visitantes, foram os dois espaços mais procurados, seguindo-se o Quartel da Serra do Pilar que se abriu à visita de 1549 pessoas ao longo do fim de semana.

O Open House Porto é, recorde-se, o único no mundo que engloba quatro municípios distintos.